Ao disputar governo de SP, Doria vai abandonar projetos da prefeitura pela metade

Em entrevista à Rádio CBN, o gestor de projetos da Rede Nossa São Paulo, Américo Sampaio, critica a decisão do prefeito    

"Todas as eleições é a mesma coisa. O prefeito é aleito e a primeira pergunta é: você vai terminar o seu mandato?” Este foi um dos comentários do gestor de projetos da Rede Nossa São Paulo, Américo Sampaio, em entrevista à Rádio CBN nesta terça-feira (13/3).

Com uma avaliação crítica sobre a decisão do prefeito, João Doria, de deixar a prefeitura de São Paulo para disputar o governo estadual, Sampaio lamenta que o fato de perguntar se o prefeito vai cumprir o mandato tenha sido naturalizado.

De acordo com ele, com a mudança do comandante, prefeitura fica sujeita a troca de grupos políticos e, consequentemente, do novo funcionamento da vida pública.

Em sua avaliação, se realmente assumir o lugar de Doria, Bruno Covas vai herdar desafios importantes, como a revisão da Lei de Zoneamento e a licitação dos ônibus da cidade.

Confira aqui a entrevista do Américo Sampaio à Rádio CBN