atraso

Vistoria em cima da hora dos bombeiros abriu estações para Alckmin

Tucano inaugurou paradas incompletas do monotrilho da linha 15-prata em SP

Mariana Zylberkan - Folha de S. Paulo

Inauguradas no último dia de Geraldo Alckmin (PSDB) no cargo de governador de São Paulo, quatro estações da linha 15-prata do monotrilho só foram liberadas para o lançamento horas antes do evento, ocorrido na manhã desta sexta (6). O Corpo de Bombeiros fez uma vistoria de última hora para a abertura.  

Com novo atraso, Alckmin adia entrega do Rodoanel Norte para julho

Entrega da primeira parte, entre a Trecho Oeste e a Rodovia Fernão Dias estava prevista para março, dois anos após o prazo inicial; obra completa, com 47 km, só deve ser concluída em dezembro

Fabio Leite e Adriana Ferraz, O Estado de S. Paulo

Estado de SP tem pelo menos 10 obras de rodovias atrasadas há mais de 1 ano

Entre os projetos pendentes, estão o trecho norte do Rodoanel e a nova Tamoios Contornos, no litoral norte, e a duplicação de trecho da Régis Bittencourt, estrada federal. Expansão da malha não acompanhou aumento da frota, diz especialista

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

Atrasado, Alckmin entrega novas estações em linha 'vazia' do metrô

FABRÍCIO LOBEL - FOLHA DE S. PAULO

Com quase três anos de atraso, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) entrega nesta quarta (6) três novas estações da linha 5-lilás do metrô de São Paulo. As paradas Alto da Boa Vista, Borba Gato e Brooklin, todas na zona sul, adicionam 2,8 km à rede atual de 68,5 km na cidade.

Anos atrás, o tucano chegou a prometer a entrega de toda essa linha até 2014.

As novas estações representam o prolongamento do trecho, que tem como origem a estação Capão Redondo, uma das áreas mais carentes da zona sul da cidade.

Governo de SP adia decisão sobre obra da 'linha das universidades' do metrô

FABRÍCIO LOBEL - FOLHA DE S. PAULO

A secretaria dos transportes metropolitanos do governo Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou nesta segunda-feira (3) que está analisando informações repassadas pelo consórcio Move SP para a retomada das obras da linha 6-laranja, conhecida como a "linha das universidade". O empreendimento deverá ligar o bairro da Brasilândia (na periferia da zona norte) à estação São Joaquim da linha 1-azul (no centro).

Concessionária da linha 4 cobra R$ 500 mi de Alckmin por metrô atrasado

ALENCAR IZIDORO, EDITOR-ADJUNTO DE "COTIDIANO", E RODRIGO RUSSO, DE SÃO PAULO - FOLHA DE S. PAULO

A ViaQuatro, responsável pela linha 4-amarela do metrô de São Paulo, diz que o governo do Estado tem uma dívida com a empresa que já supera R$ 500 milhões em razão de atrasos do poder público para entregar estações.

Em entrevista à Folha, o presidente do consórcio, Harald Zwetkoff, afirma ter "urgência" de receber os valores acertados com a própria gestão Geraldo Alckmin (PSDB) em dezembro de 2014.

Obra parada do Metrô assombra moradores

Vizinhos de futuras estações da Linha 6 têm medo de conviver com tapumes e escombros

Bruno Ribeiro - O Estado de S.Paulo

Da expectativa de estar ao lado de uma estação de metrô, o paulistano foi agora para o incômodo de conviver com imóveis vazios, tapumes, escombros de obras e vias interditadas por prazo indefinido. As áreas onde ficariam as 15 paradas da Linha 6-Laranja, obra cuja paralisação foi confirmada pelo governo do Estado na segunda-feira, já estão sem seguranças - e colecionam vizinhos insatisfeitos.