concessão

Alckmin prevê privatizar Sabesp no começo de 2018; Cesp ainda depende de Temer

A ideia é pulverizar 49% do capital da companhia de saneamento e deixar 51% sob a tutela do governo paulista

Denise Luna, O Estado de S.Paulo

O governador de São Paulo e pré-candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin, disse que aguarda apenas a definição do governo federal sobre o prazo de concessão para privatizar a Companhia Energética de São Paulo (Cesp), mas a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) depende somente do governo estadual e irá a leilão no início de 2018.

TCM suspende concessão de cemitérios da gestão Doria

Tribunal aponta 15 irregularidades em chamamento público aberto para receber estudos para a concessão dos 22 cemitérios e do crematório da Vila Alpina

Fabio Leite e Paula Félix, O Estado de S. Paulo

O Tribunal de Contas do Município (TCM) suspendeu nesta quinta-feira, 28, a licitação aberta pela gestão João Doria (PSDB) para que empresas apresentem estudos para a concessão dos 22 cemitérios paulistanos e do Crematório da Vila Alpina, na zona leste, à iniciativa privada.

Doria insiste em aval para uso de propaganda em banheiros públicos

GUILHERME SETO - FOLHA DE S. PAULO

A gestão João Doria (PSDB) reenviou nesta segunda-feira (4) à Câmara Municipal de São Paulo o projeto de lei que trata da implantação e da exploração publicitária de banheiros públicos, bicicletários, bancas de flores, e outros itens do mobiliário urbano.

De acordo com o projeto, que ainda precisará passar por duas votações na Câmara, as laterais dos banheiros e demais espaços desses itens poderão abrigar anúncios publicitários, a serem explorados pelas empresas que instalarem e cuidarem da manutenção desses locais.

Conpresp libera demolição do tobogã e cobertura no Pacaembu

Órgão de preservação de bens tombados em São Paulo definiu diretrizes para alterações que poderão ser feitas por quem ganhar a concessão do estádio

Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

O órgão responsável pela preservação de bens tombados na cidade de São Paulo decidiu liberar a demolição do tobogã – a arquibancada anexa – e a instalação de uma cobertura no novo Estádio do Pacaembu, que será concedido à iniciativa privada pela gestão João Doria (PSDB) por até 35 anos.  

Com aval para shows, Câmara de SP aprova concessão do Pacaembu

Projeto que prevê a concessão do estádio por até 35 anos recebeu 42 votos a favor e é o primeiro do plano de desestatização da gestão Doria a passar pelo Legislativo

Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

Concessão do Pacaembu deve ser votada nesta semana e terá até 35 anos

GUILHERME SETO -  FOLHA DE S. PAULO

Em reunião pela manhã desta terça-feira (29) entre o prefeito João Doria (PSDB) (PSDB) e lideranças da Câmara dos Vereadores ficou definido que o Projeto de Lei 364/2017, que trata da concessão do estádio do Pacaembu, deverá passar por segunda votação nos próximos dias.

Havia a possibilidade de que o projeto fosse votado na Câmara ainda nesta terça (29), que não se concretizou. Dessa forma, a votação deve acontecer nesta quarta (30) ou no máximo na quinta-feira (31).