crise

Trânsito no horário de pico segue em queda na cidade de São Paulo

Crise seria principal causa para recuo nos índices pelo terceiro ano seguido

Rogério Gentile - Folha de S. Paulo

O trânsito melhorou pelo terceiro ano consecutivo na cidade de São Paulo nos chamados horários de pico, a despeito do contínuo crescimento da frota de veículos.

Com crise, cai número de alunos na rede particular de ensino superior no País

Pela primeira vez, desde 1991, as instituições particulares não tiveram aumento de matrículas

Isabela Palhares e Luiz Fernando Toledo, O Estado de S. Paulo

Pela primeira vez em 25 anos, o número de alunos na rede particular de ensino superior caiu no Brasil. Em 2016, as instituições privadas – que respondem por 75,3% das matrículas nessa etapa de ensino – tinham 6,05 milhões de matriculados, ou 16,5 mil estudantes a menos do que no ano anterior. A queda resultou em uma estagnação no volume de estudantes em faculdades e universidades do País. 

Com crise, lentidão do trânsito em São Paulo tem maior queda em 6 anos

Média de congestionamentos no centro expandido da capital foi de 58 km ao longo do ano passado, índice 12% menor do que os 66 km medidos nas vias centrais em 2015. Dados parciais da CET até abril apontam que tendência de queda continua em 2017

Bruno Ribeiro, Fabio Leite e Priscila Mengue, O Estado de S. Paulo

Roubos explodem em todas as regiões do país, e governos culpam crise

THIAGO AMÂNCIO E FERNANDA NEVES, FOLHA DE S. PAULO

Os registros de roubo e furto explodiram neste ano em todas as regiões do país, segundo levantamento da Folha em estatísticas de nove Estados -os únicos que disponibilizam números atualizados de bases de crimes contra o patrimônio.

A reportagem analisou informações das secretarias estaduais de segurança de Rondônia, Ceará, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul.

Todos eles tiveram aumento nos registros de roubos, em comparação com 2015.

Por que falar de periferias?

A distância – física e social – em relação ao centro define nossa posição não só socioeconômica, como também hierárquica na simbologia da cidade. E, nesse sentido, a relação centro-periferia continua fundamental para todo planejamento que busque dialogar com as desigualdades sociais da cidade.

Haroldo da Gama Torres e Mauricio Ernica - Nexo Jornal

Crise tira 86 mil usuários do metrô por dia em SP; empresa prevê impacto de R$ 60 mi

Demanda recuou ao nível de 2013 e fenômeno se repete na CPTM; a concessão de bilhetes especiais para desempregados aumentou 32% no ano.

Por Bruno Ribeiro - O Estado de S. Paulo 

Com crise e aumento do desemprego, o metrô de São Paulo perdeu 86 mil passageiros por dia entre janeiro e maio, voltando ao patamar de 2013.

Haddad admite que obras vão atrasar e culpa crise

Prefeito anunciou ‘extensão de cronograma’, mas não detalhou quais serão as iniciativas mais afetadas; arrecadação de ICMS caiu 7%

BRUNO RIBEIRO, JULIANA DIÓGENES - O ESTADO DE S.PAULO

Sistema Cantareira volta a fornecer água para 7,4 milhões de pessoas

O sistema Cantareira, que no pico da crise hídrica atendeu 5 milhões de pessoas na região metropolitana de São Paulo, voltou a fornecer água para 7,4 milhões de habitantes ontem (14), segundo informações da Sabesp.

A volta das chuvas às regiões de captação, que vão desde Nazaré Paulista até parte de Minas Gerais, é o principal motivo para a produção de água ter subido novamente nos últimos meses.

Antes da crise hídrica, no início de 2014, o Cantareira fornecia água para uma população de 8,8 milhões de pessoas.