dívida

Dívida com empresas de ônibus cresce R$ 81 milhões com Doria

Valores são referentes à operação do sistema e chegam a R$ 324,1 milhões

Do Metro Jornal 

A dívida da Prefeitura de São Paulo com as empresas que operam os ônibus da capital tem crescido na gestão João Doria (PSDB). Segundo a atualização mais recente das planilhas da SPTrans – empresa municipal que gerencia o sistema –, do último dia 10, o saldo devedor é de R$ 324,1 milhões.

Concessionária da linha 4 cobra R$ 500 mi de Alckmin por metrô atrasado

ALENCAR IZIDORO, EDITOR-ADJUNTO DE "COTIDIANO", E RODRIGO RUSSO, DE SÃO PAULO - FOLHA DE S. PAULO

A ViaQuatro, responsável pela linha 4-amarela do metrô de São Paulo, diz que o governo do Estado tem uma dívida com a empresa que já supera R$ 500 milhões em razão de atrasos do poder público para entregar estações.

Em entrevista à Folha, o presidente do consórcio, Harald Zwetkoff, afirma ter "urgência" de receber os valores acertados com a própria gestão Geraldo Alckmin (PSDB) em dezembro de 2014.

Com renegociação, dívida da cidade de SP cai de R$ 74 bi para R$ 27,5 bi

POR ARTUR RODRIGUES - FOLHA DE S. PAULO

A Prefeitura de São Paulo assinou nesta sexta (26) a renegociação da dívida com a União, que gerou uma queda de R$ 46 bilhões no saldo devedor da cidade.

Com a mudança do indexador do saldo devedor, a dívida que era de R$ 74 bilhões passou a R$ 27,5 bilhões.

Com problemas financeiros, o prefeito Fernando Haddad (PT) vinha tentando fazer a mudança desde os primeiros anos de mandato, com objetivo de aumentar o grau de investimento em novas obras.

Seminário Nacional “A Corrupção e o Sistema da Dívida” reúne auditores cidadãos de todo o país

Do site Auditoria Cidadã da Dívida

Nos dias 30 e 31 de outubro, aconteceu em São Paulo, o Seminário Nacional “A Corrupção e o Sistema da Dívida”. O evento contou com 400 participantes, vindos de diversos estados do Brasil, incluindo integrantes que militam há anos pela Auditoria Cidadã da Dívida, assim como simpatizantes e marinheiros de primeira viagem.

Orçamento 2016: Renegociação da dívida permite R$ 1 bi a mais de investimentos

POR KÁTIA KAZEDANI, DA REDAÇÃO - Câmara Municipal de São Paulo

A renegociação da dívida de São Paulo com a União é a grande conquista do município, em termos econômicos, para o próximo ano. O acordo com o Governo Federal permitirá que a capital paulista tenha cerca de R$ 1 bilhão a mais para investimentos e outros gastos.

Haddad tira recursos de mananciais, habitação e drenagem para quitar dívida com ônibus

Argumento da Prefeitura é que recursos estavam parados, pois dependiam de verbas federais para serem usados; total chega a R$ 143,9 milhões

POR BRUNO RIBEIRO - O ESTADO DE S. PAULO

A Prefeitura publicou nesta terça-feira, 20, decreto transferindo recursos do Programa Mananciais, de urbanização de favelas, de controle de cheias e de construção de habitações de interesse social para aumentar as compensações tarifárias do sistema de ônibus, o chamado subsídio.