Educação

SP tem quase 2 professores agredidos ao dia; ataque vai de soco a cadeirada

ANGELA PINHO E DANIEL MARIANI - FOLHA DE S. PAULO

A cada dia, em média, quase dois professores são agredidos em seus locais de trabalho no Estado de São Paulo, mostram dados de registros policiais obtidos pela Folha por meio da Lei de Acesso à Informação.

O número leva em conta as 178 queixas de educadores em delegacias no primeiro semestre deste ano em datas do calendário escolar (dias úteis do período de fevereiro a junho).

SP firma acordo para aumentar vagas em creche; meta para 2017 é reduzida

Gestão João Doria (PSDB) assinou compromisso na Justiça para criar 85 mil matrículas até o fim do mandato; com restrições financeiras, Prefeitura diminuiu de 43 mil para 30 mil previsão de novas vagas para crianças de 0 a 3 anos neste ano.

Alfabetização de alunos será avaliada na capital paulista

Secretaria Municipal de Educação fará prova anual com estudantes do 2º ano para medir desempenho em Português e Matemática

Luiz Fernando Toledo, O Estado de S. Paulo

A Prefeitura de São Paulo vai avaliar, anualmente, o nível de alfabetização dos estudantes da rede pública municipal. A prova será aplicada para os estudantes do 2.º ano do ensino fundamental, a partir do segundo semestre deste ano, e terá como objetivo medir o desempenho dos alunos em Língua Portuguesa (leitura e escrita) e Matemática.

Educação tem 53% das obras federais paradas

De 14,5 mil projetos na fila, 6.874 estão em execução; ministro admite que compromissos ultrapassam R$ 10 bi e devem demandar até 7 anos.

Mais da metade das obras relacionadas a equipamentos educacionais bancados pelo governo federal está parada no País ou ainda nem teve início. São novos prédios escolares e reformas que estão atrasadas, em alguns casos, em mais de três anos.

Professor fica menos em escola mais pobre

Estudo da Fundação Lemann aponta alta rotatividade de docentes e falta de alunos em unidades com nível socioeconômico mais baixo

Isabela Palhares e Luiz Fernando Toledo, O Estado de S. Paulo

Fila para pré-escola acabou, diz Prefeitura de São Paulo

Em cinco meses, Município criou 10.548 vagas para crianças de 4 e 5 anos com três medidas

Isabela Palhares, O Estado de S.Paulo

Com auditoria na oferta de vagas, mudança do limite de distância para as matrículas e readequação de espaços pedagógicos, a Prefeitura afirma ter conseguido zerar a fila na cidade de São Paulo para a pré-escola, que atende as crianças de 4 e 5 anos. Segundo o secretário municipal de Educação, Alexandre Schneider, com as três medidas foram criadas 10.548 vagas nos últimos cinco meses. 

Base Curricular para o ensino médio deve sair até o fim do ano

Especialista critica o ‘fracionamento’ da base; com reforma, 40% da carga horária passará a ser de livre escolha

Isabela Palhares, O Estado de S. Paulo

Adiada após a aprovação da medida provisória que reforma o ensino médio, a Base Nacional Comum Curricular para a última etapa do ensino básico deve ser apresentada e encaminhada ao Conselho Nacional de Educação (CNE) até o fim deste ano, segundo informou o Ministério da Educação (MEC).