etanol

Apenas 1,4% dos ônibus de São Paulo usa combustível menos poluente

200 veículos são trólebus, outros 10 são movidos a etanol e 2 dependem do uso de bateria. Até 2018, a capital não deveria ter mais nenhum ônibus sem combustível renovável

Portal G1.

Dos quase 15 mil ônibus que circulam pela cidade de São Paulo, apenas 212 usam combustíveis renováveis, menos poluentes, segundo informou o SP1. Este número representa menos de 2% da frota. Desse total, 200 veículos são trólebus, outros 10 são movidos a etanol e 2 dependem do uso de bateria. 

Etanol nos veículos reduz a poluição por nanopartículas

Em entrevista ao CBN São Paulo, Paulo Artaxo, professor do Instituto de Física da USP, afirma que as pessoas que vivem em São Paulo convivem com a possibilidade de terem problemas graves de saúde por conta da condição do atmosfera. Pesquisa reforça ainda a necessidade de políticas públicas voltadas para o tema.

Confira aqui a entrevista.

 

PL prevê que as empresas de ônibus substituam o diesel por gás natural ou combustíveis menos poluentes

DA REDAÇÃO - CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO

O Projeto de Lei (PL 440/2007) prevê a obrigação de que todos os veículos pertencentes à cidade de São Paulo, ou que prestem serviços nela sejam movidos a gás natural, álcool etanol, eletricidade, biodiesel ou outra fonte de energia menos poluente, para substituir o diesel. De acordo com uma plataforma online, onde o cidadão pode opinar sobre os PLs que tramitam na Câmara Municipal, 84% é favorável à iniciativa urgente.