Geraldo Alckmin

Linha 5 do metrô tem novo atraso, e estações são previstas para agosto

Inauguração de paradas foi adiada mais um mês pela gestão Márcio França

Fabrício Lobel e Thaiza Pauluze - Folha de S. Paulo

O Metrô de São Paulo, sob gestão Márcio França (PSDB), adiou mais uma vez a entrega de quatro estações da linha 5-lilás. As novas paradas haviam sido prometidas para julho, mas a previsão agora é de que elas sejam entregues em agosto.

Vistoria em cima da hora dos bombeiros abriu estações para Alckmin

Tucano inaugurou paradas incompletas do monotrilho da linha 15-prata em SP

Mariana Zylberkan - Folha de S. Paulo

Inauguradas no último dia de Geraldo Alckmin (PSDB) no cargo de governador de São Paulo, quatro estações da linha 15-prata do monotrilho só foram liberadas para o lançamento horas antes do evento, ocorrido na manhã desta sexta (6). O Corpo de Bombeiros fez uma vistoria de última hora para a abertura.  

Promessa de Alckmin para Copa de 2014, trem para Cumbica chega a 75 dias da Copa da Rússia

Usuário de trem terá de cruzar passarela e ainda pegar um ônibus até o terminal

Mariana Zylberkan - Folha de S. Paulo

Em março de 2002, o então governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB) apresentou o traçado da linha de trem que ligaria o centro de São Paulo ao aeroporto internacional de Cumbica, em Guarulhos.

O tucano, que à época era pré-candidato à reeleição ao governo, prometia uma viagem com maior rapidez até o aeroporto a partir de 2004, como anunciava o texto publicado no site do estado.

Com novo atraso, Alckmin adia entrega do Rodoanel Norte para julho

Entrega da primeira parte, entre a Trecho Oeste e a Rodovia Fernão Dias estava prevista para março, dois anos após o prazo inicial; obra completa, com 47 km, só deve ser concluída em dezembro

Fabio Leite e Adriana Ferraz, O Estado de S. Paulo

Tarifa de ônibus, trem e metrô será de R$ 4 em 2018

Gestão do prefeito João Doria e governo Geraldo Alckmin definem aumento de 5,26% no preço das passagens após um ano de tarifa congelada em R$ 3,80

Fabio Leite e Pedro Venceslau, O Estado de S. Paulo

Congelada há um ano, a tarifa básica de metrô, trem e dos ônibus da capital paulista subirá para R$ 4 a partir de 2018. O aumento, de 5,26%, foi definido nesta quarta-feira, 27, de forma conjunta pela gestão do prefeito João Doria e pelo governo Geraldo Alckmin, ambos do PSDB.

Em SP, Alckmin equilibra contas, mas atrasa obras

Governador demora a entregar promessas, como Rodoanel e Linha 5-Lilás; balanço, porém, é fechado com superávit mesmo na crise          

Adriana Ferraz e Marianna Holanda, O Estado de S.Paulo

Alckmin derruba verba e gasta só 38% do previsto para combater enchentes

ARTUR RODRIGUES - FOLHA DE S. PAULO

O governo Geraldo Alckmin (PSDB) entrará no terceiro verão seguido com gastos muito abaixo do previsto para prevenir as enchentes no Estado de São Paulo.

Desde que iniciou seu novo mandato, em 2015, os valores despendidos com drenagem urbana somam só 38% do orçado inicialmente –R$ 860 milhões, de R$ 2,25 bilhões. 

Alckmin prevê privatizar Sabesp no começo de 2018; Cesp ainda depende de Temer

A ideia é pulverizar 49% do capital da companhia de saneamento e deixar 51% sob a tutela do governo paulista

Denise Luna, O Estado de S.Paulo

O governador de São Paulo e pré-candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin, disse que aguarda apenas a definição do governo federal sobre o prazo de concessão para privatizar a Companhia Energética de São Paulo (Cesp), mas a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) depende somente do governo estadual e irá a leilão no início de 2018.