Interlagos

Câmara de SP aprova privatização de Interlagos em primeira votação

GUILHERME SETO - FOLHA DE S. PAULO

O projeto de privatização do autódromo de Interlagos proposto pela gestão João Doria (PSDB) foi aprovado nesta quarta-feira (8) em primeira votação na Câmara Municipal de São Paulo. O projeto de lei ainda precisa passar por segunda votação no Legislativo antes de ser encaminhado à sanção do prefeito.

Projeto para privatização de Interlagos prevê prédio residencial no autódromo

ROGÉRIO GENTILE, GIBA BERGAMIM JR. E EDUARDO GERAQUE - FOLHA DE S. PAULO

A empresa que adquirir o autódromo de Interlagos poderá erguer prédios dentro do complexo. A autorização constará do projeto de privatização que deverá ser enviado em maio à Câmara Municipal pelo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB).

A prefeitura decidiu liberar empreendimentos imobiliários em Interlagos porque concluiu que o autódromo, por si só, tem baixíssima viabilidade econômica -dificilmente seria vendido sem algum tipo de benefício extra.

Para idealizadores, Virada Cultural em Interlagos é o fim do evento

GABRIELA SÁ PESSOA - FOLHA DE S. PAULO

Mais do que a programação cultural, a protagonista da Virada Cultural é a cidade de São Paulo. Transferi-la para Interlagos, como anunciou João Doria nesta segunda (5), descaracteriza a festa.

Doria diz que toda a Virada Cultural será no Autódromo de Interlagos

GIBA BERGAMIM JR. - FOLHA DE S. PAULO

O prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), declarou, nesta segunda-feira (5), que a Virada Cultural será toda transferida para o Autódromo de Interlagos, na zona sul. Transporte e a programação de 24 horas serão mantidos, segundo ele.

Atualmente, a maior parte dos shows e outras atividades da virada ocorria na região central, com alguns eventos em regiões em outros bairros. Ocupar essas áreas era um dos objetivos da proposta original, iniciada na gestão do também tucano José Serra (2004-2006).

Novo projeto de Haddad aposta em cinco eixos urbanos de SP

Ceagesp, Anhembi, Interlagos, Pacaembu e Cidade Tiradentes estão na mira.

Por Edison Veiga

Cinco projetos, com implicações urbanísticas abrangentes, estarão em andamento na cidade até o fim deste mês. Estão localizados uma em cada região de São Paulo – e envolvem “âncoras urbanas”, como diz o prefeito Fernando Haddad (PT). Eles são a aposta da Prefeitura para reorganizar o uso do espaço no Município e, segundo Haddad, consequência direta do Plano Diretor, aprovado na Câmara em 2014.