LDO

Finanças: LDO será debatida em Audiências Públicas temáticas

DA REDAÇÃO - CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO

A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara realizará duas Audiências Públicas temáticas complementares para debater a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) 2018 da cidade de São Paulo, prevista pelo Projeto de Lei (PL) 239/2017. A decisão foi um consenso dos vereadores da Comissão na reunião desta quarta-feira (26/4).

Em 2018, Doria prevê investir R$ 2,6 bilhões

O projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias foi entregue à Câmara Municipal 

Fabio Leite, O Estado de S.Paulo

A gestão do prefeito João Doria (PSDB) entregou na quinta, 13, à Câmara Municipal de São Paulo o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) com previsão de investimentos de R$ 2,6 bilhões na cidade em 2018, menos da metade dos R$ 5,7 bilhões previstos para 2017 no Orçamento feito pelo ex-prefeito Fernando Haddad (PT) e aprovado em dezembro pelo Legislativo. A previsão feita no ano passado, porém, tem sido frustrada pela baixa arrecadação. 

​ LDO: Vereadores aprovaram em definitivo substitutivo da Comissão de Finanças

ROBERTO VIEIRA, DA REDAÇÃO - CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO

Os vereadores entraram oficialmente em período de recesso parlamentar na Câmara Municipal após realização de sessão extraordinária na tarde desta sexta-feira (1/7) que aprovou em definitivo o substitutivo da Comissão de Finanças e Orçamento ao Projeto de Lei (PL) 178/2016, que trata da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias). A proposta foi aprovada com previsão de R$ 51,3 bilhões (R$ 1 bi superior ao texto original) e com a inclusão de 185 emendas no total.

Em diretrizes do Orçamento de 2016, Haddad admite descumprir promessas

LDO sancionada pelo prefeito prevê gastos que, somados ao que já foi aplicado, impossibilitam entrega de CEUs, UBSs e corredores de ônibus; gestão afirma que busca atingir o maior porcentual do Plano de Metas firmado no início do mandato

Por BRUNO RIBEIRO E FABIANA CAMBRICOLI - O ESTADO DE S. PAULO

LDO é discutida em audiência pública da Comissão de Finanças

DA REDAÇÃO

A Lei de Diretrizes Orçamentárias foi tema de uma audiência pública realizada na manhã desta quarta-feira (13/5) pela Comissão de Finanças e Orçamento. O secretário adjunto da Secretaria de Finanças, Rogério Ceron de Oliveira, esteve presente e afirmou que a receita prevista para o município de São Paulo em 2016 é de R$ 50,5 bilhões. Além disso, segundo Ceron, a dívida do município com a União deverá diminuir.

Lei de Diretrizes Orçamentárias prevê investimentos de R$ 6,430 bilhões em metas

Sancionada pelo prefeito, lei informa itens do Programa de Metas que serão priorizados em 2015.  Artigo que determinava a retomada imediata da inspeção veicular foi vetado.

Por Airton Goes, Rede Nossa São Paulo

No próximo ano, a Prefeitura de São Paulo deverá investir R$ 6,430 bilhões para cumprir parte do Programa de Metas 2013-2016. O valor é a soma dos recursos previstos para serem aplicados na lista de prioridades da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2015.