obras

Parque e Museu do Campo de Marte devem abrir em dois anos, diz Doria

Concessão da área ainda depende de aprovação da Câmara e obras devem ser realizadas por concessionárias

Priscila Mengue, O Estado de S.Paulo

O prefeito de São Paulo João Doria (PSDB) anunciou na manhã desta terça-feira, 24, o projeto preliminar do Parque Campo de Marte e do Museu Aeroespacial Santos Dumont, que devem ser criados em uma área de 400 metros quadrados junto ao Aeroporto Campo de Marte, no distrito de Santana, na zona norte de São Paulo.

Doria tira R$ 148 mi de obras para cobrir déficit dos ônibus

Verba de R$ 1,8 bilhão prevista com subsídio para este ano acaba em agosto e prefeito transfere dinheiro que seria gasto com implantação de corredores e terminais de ônibus

Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

Doria suspende 37 obras em 28 bairros da periferia de SP por falta de dinheiro

REGIANE SOARES E ALINE MAZZO, DO "AGORA"

A gestão João Doria (PSDB) suspendeu por quatro meses pelo menos 37 obras em 28 bairros da cidade de São Paulo, todos na periferia.

As suspensões foram publicadas no "Diário Oficial" da Cidade entre março e abril, segundo levantamento da reportagem. Elas atingem 18 creches, 2 escolas, 1 hospital, 6 UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), 3 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e 2 CEUs (Centros de Educação Unificado), além de obras de transporte e de drenagem.

Gestão Doria suspende obras de CEUs por quatro meses

Regiane Soares, do Agora

A Prefeitura de São Paulo, sob a gestão de João Doria (PSDB), suspendeu por quatro meses as obras dos CEUs (Centro Educacional Unificado) Freguesia do Ó e Parque Novo Mundo, ambos na zona norte da capital.

A decisão foi publicada no "Diário Oficial" da Cidade do dia 19 de abril, quatro dias depois de o Agora publicar reportagem sobre a paralisação de obras de CEUs por falta de grana.

O despacho da Secretaria Municipal de Educação suspende o contrato com a Construtora Cronacon Ltda., responsável pelas obras.

Governo de São Paulo garante conclusão da linha Lilás do Metrô neste ano

Por André Vieira - Metro Jornal

O governo do Estado de São Paulo encaminhou ontem projeto de lei à Assembleia Legislativa que retira R$ 200 milhões da construção da linha 6-Laranja do Metrô e transfere estes recursos para a linha 5-Lilás. Com o aporte, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) garante que o ramal será concluído até o fim deste ano.

O remanejamento da verba será solicitado ao BNDES, que está financiando parte das duas obras, mas precisa antes de autorização dos deputados para ser celebrado.

Sem verba, hospitais inacabados de Haddad viram 'obra fantasma'

GIBA BERGAMIM JR. - FOLHA DE S. PAULO

O cartaz do canteiro de obras avisa: "estamos trabalhando há 408 dias sem acidentes". Mas basta uma olhada pelo vão de um portão fechado com cadeado para identificar que não há operários nem ruído de máquinas ali, apenas um "esqueleto" de concreto abandonado.

Já a placa na entrada do empreendimento anuncia que a entrega aos moradores do Hospital Municipal de Vila Brasilândia, na zona norte, seria no último dia 11.

Doria tira R$ 438 mi de obras para pagar salário de professores

Prefeito remaneja dinheiro que seria gasto em corredores de ônibus e moradias populares para cobrir aumento salarial de docentes dado pela gestão Haddad 

Bruno Ribeiro e Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

O prefeito João Doria (PSDB) retirou R$ 438,8 milhões previstos em obras viárias e de habitação popular na capital paulista para pagar salário de professores da rede municipal de ensino.

Com metas atrasadas, CEUs de Haddad têm obras lentas ou paradas

FÁBIO PESCARINI, DO "AGORA"

As placas instaladas em 2015, às vésperas de ano eleitoral, estão lá até hoje, prevendo a entrega de unidades do CEU (Centro Educacional Unificado) neste mês de dezembro. Mas a população ficou apenas com a promessa. De 22 unidades previstas no plano de metas, só uma foi entregue pela gestão Fernando Haddad (PT), 14 estão em obras e sete nem saíram do papel.