ônibus

SP já gastou 94% do que previa para os ônibus

Valor usado foi de R$ 1,7 bi, mas Prefeitura já prepara saques de outros recursos para cobrir tarifa, que está congelada há 18 meses

Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

Justiça derruba exigência e permite que Doria retire cobrador de ônibus

O Tribunal de Justiça de São Paulo considerou inconstitucional lei de novembro de 2001 que obrigava a prefeitura paulistana a manter cobradores nos ônibus da cidade. Com isso, o prefeito João Doria (PSDB) poderá levar adiante o seu projeto de extinguir aos poucos a função.

Doria propõe nova forma de pagar serviço de ônibus, e viações apoiam

A gestão João Doria (PSDB) prepara uma mudança controversa na remuneração dos serviços de transporte coletivo, com um modelo semelhante ao adotado na cidade de São Paulo na década de 1990 e que é apoiado por empresários de ônibus.

Pela proposta apresentada nesta quinta-feira (1º), as empresas não receberão mais da prefeitura de acordo com a quantidade de passageiros transportados, como ocorre desde a gestão Marta Suplicy –na época PT, hoje PMDB.

Rede Nossa São Paulo divulga nota contra o desmonte da Política de Mudanças Climáticas

Documento critica projeto de lei que visa adiar por 20 anos a renovação da frota de ônibus da cidade e, consequentemente, a obrigatoriedade do uso de fontes limpas de energia nesses veículos

Segue abaixo a nota divulgada nesta segunda-feira (22/5), pela Rede Nossa São Paulo:

Nota contra o desmonte da Política de Mudanças Climáticas de São Paulo
Em defesa da vida e da saúde da população paulistana!