prefeito

Eixo sobre segurança é entrave do programa de Doria na cracolândia

JULIANA GRAGNANI, DE SÃO PAULO, E EDUARDO SCOLESE, EDITOR DE "COTIDIANO" - FOLHA DE S. PAULO

A gestão do prefeito João Doria (PSDB) encontra na segurança seu principal entrave no planejamento do futuro programa de tratamento a usuários de drogas na cracolândia, o Redenção. As instâncias municipais que discutem o plano ainda não entraram em um consenso em torno desse eixo.

O futuro Programa de Metas de São Paulo e seus desafios

Para elaborar a primeira versão do Programa, a gestão municipal precisará observar as promessas feitas na campanha eleitoral e que estão contidas no Programa de Governo de Doria. Contudo, existem outros aspectos que também precisam ser analisados

Por Américo Sampaio, da Rede Nossa São Paulo - publicado no portal Nexo 

‘Na próxima, serão demitidos’, diz Doria após reclamações de regionais

Prefeito afirma que deu 'sinal amarelo' para prefeitos regionais que disseram 'enxugar gelo' e 'fingir que trabalham' por falta de recursos na Prefeitura

Bruno Ribeiro e Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

O prefeito João Doria (PSDB) disse ter ficado “muito aborrecido” com as queixas de falta de recursos da Prefeitura feitas publicamente por dois prefeitos regionais da capital e emitiu um “sinal amarelo” aos subordinados caso as reclamações se repitam: “Na próxima, serão demitidos”.

Doria repete Haddad e remaneja verbas de fundos

Desvinculação permite engordar o caixa geral e tem aval de PEC aprovada no Senado; aplicação é questionada pelo Ministério Público

Adriana Ferraz, O Estado de S.Paulo

Doria foca zeladoria e empresários e dedica à periferia só 1 em 5 visitas

ARTUR RODRIGUES E LEANDRO MACHADO - FOLHA DE S. PAULO

Em seu primeiro mês de mandato, o prefeito João Doria (PSDB) deixou a periferia de São Paulo em segundo plano e priorizou encontros com empresários e visitas relacionadas à zeladoria –tema alvo de críticas à gestão anterior.

Conforme a agenda oficial do prefeito, um em cada cinco compromissos externos do tucano ocorreram em bairros periféricos da capital. De 46 saídas, 10 tiveram como destino os extremos da cidade.

Doria prioriza região central de São Paulo no 1º mês

As poucas visitas feitas à periferia da capital foram ‘surpresa’; prioridade do início de governo, afirma secretário, é a zeladoria da cidade

Adriana Ferraz, O Estado de S.Paulo

Quatro cartas de paulistanos para o novo prefeito de São Paulo

EL PAÍS convidou representantes de diferentes setores da sociedade para dizer o que desejam e sonham para a gestão João Doria

Por jornal EL PAÍS

A gestão de João Doria (PSDB) à frente da prefeitura de São Paulo iniciou-se no primeiro dia do ano já às voltas com questões como mudanças na Virada Cultural e a redução - ou não - da velocidade nas marginais, mostrando mais uma vez a complexidade que é comandar a maior cidade do país.