prefeito

Por apoio na Câmara, Doria acelera nomeação de aliados de vereadores

GIBA BERGAMIM JR.- FOLHA DE S. PAULO

Para evitar qualquer tipo de insatisfação de sua base aliada na Câmara de São Paulo, a gestão do prefeito João Doria (PSDB) acelerou a nomeação de pessoas indicadas por vereadores para cargos nas prefeituras regionais.

As contratações para cerca de 70 postos, entre coordenadores de obras, desenvolvimento urbano e finanças, se intensificaram a partir de fevereiro e se estenderam em março e abril.

Essas nomeações são parte do acordo da administração com os partidos que compõem sua base de sustentação.

Em 2018, Doria prevê investir R$ 2,6 bilhões

O projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias foi entregue à Câmara Municipal 

Fabio Leite, O Estado de S.Paulo

A gestão do prefeito João Doria (PSDB) entregou na quinta, 13, à Câmara Municipal de São Paulo o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) com previsão de investimentos de R$ 2,6 bilhões na cidade em 2018, menos da metade dos R$ 5,7 bilhões previstos para 2017 no Orçamento feito pelo ex-prefeito Fernando Haddad (PT) e aprovado em dezembro pelo Legislativo. A previsão feita no ano passado, porém, tem sido frustrada pela baixa arrecadação. 

Doria apresenta plano tímido de metas e sem promessa de grandes obras

Folha de S. Paulo

O prefeito João Doria (PSDB) apresentou um plano de metas tímido para cumprir até 2020, sem foco em grandes obras como corredores de ônibus ou novos hospitais.

A apresentação do plano até o fim de março é estabelecida por lei desde 2008.

Doria apresenta nesta quinta 'plano enxuto' com 50 metas

Número definido pelo tucano é 60% menor que o apresentado por seu antecessor; objetivo é superar índice de sucesso

Adriana Ferraz, O Estado de S. Paulo

O prefeito João Doria (PSDB) apresenta aos vereadores nesta quinta-feira, 30, um plano enxuto com 50 metas a serem cumpridas por seu governo até 2020. O objetivo é aumentar o índice de eficiência alcançado por seus dois antecessores – tanto Fernando Haddad (PT), que propôs 123 metas, quanto Gilberto Kassab (PSD), com 223, cumpriram pouco mais da metade. 

Eixo sobre segurança é entrave do programa de Doria na cracolândia

JULIANA GRAGNANI, DE SÃO PAULO, E EDUARDO SCOLESE, EDITOR DE "COTIDIANO" - FOLHA DE S. PAULO

A gestão do prefeito João Doria (PSDB) encontra na segurança seu principal entrave no planejamento do futuro programa de tratamento a usuários de drogas na cracolândia, o Redenção. As instâncias municipais que discutem o plano ainda não entraram em um consenso em torno desse eixo.

O futuro Programa de Metas de São Paulo e seus desafios

Para elaborar a primeira versão do Programa, a gestão municipal precisará observar as promessas feitas na campanha eleitoral e que estão contidas no Programa de Governo de Doria. Contudo, existem outros aspectos que também precisam ser analisados

Por Américo Sampaio, da Rede Nossa São Paulo - publicado no portal Nexo 

‘Na próxima, serão demitidos’, diz Doria após reclamações de regionais

Prefeito afirma que deu 'sinal amarelo' para prefeitos regionais que disseram 'enxugar gelo' e 'fingir que trabalham' por falta de recursos na Prefeitura

Bruno Ribeiro e Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

O prefeito João Doria (PSDB) disse ter ficado “muito aborrecido” com as queixas de falta de recursos da Prefeitura feitas publicamente por dois prefeitos regionais da capital e emitiu um “sinal amarelo” aos subordinados caso as reclamações se repitam: “Na próxima, serão demitidos”.