prefeito

A lua de mel de João Doria com São Paulo acabou?

Apesar de o prefeito continuar fazendo sucesso nas redes sociais, reunindo 2,9 milhões de seguidores em sua página no Facebook, a aprovação do governo caiu

Por Camila Almeida, de EXAME

Se os primeiros 100 dias da gestão do prefeito João Doria em São Paulo foram de muito otimismo e de popularidade em alta, os 100 dias seguintes, completados na quarta-feira 19, deixaram claro que o buraco é mais fundo do que parecia.

Doria estuda projeto para Minhocão com parque, 'praia' e restaurantes

ROGÉRIO GENTILE - FOLHA DE S. PAULO

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), estuda transformar o Minhocão, pelo qual passam cerca de 78 mil carros por dia, em um parque linear nos moldes do High Line, antiga linha férrea de Nova York que virou uma área de lazer suspensa.

O projeto, batizado de "Parque Minhocão", foi sugerido a Doria pelo arquiteto Jaime Lerner, ex-prefeito de Curitiba, mas depende de estudos técnicos que a administração começou a fazer para avaliar o impacto no trânsito e os modelos de financiamento pela iniciativa privada.

Matagal cresce e se espalha em SP com desfalque em equipes de Doria

GIBA BERGAMIM JR. - FOLHA DE S. PAULO

Mães com crianças de colo caminham à beira do matagal que cerca a escola infantil Jardim São Paulo, na região de Guaianases (extremo leste). O mato já avança até sobre o playground da unidade de educação municipal.

Do outro lado da cidade, o terreno público está tomado pelo mato e por plantas que chegam a quase dois metros, alcançando a placa que indica o nome da rua: Adriano Theodósio Serra, no Butantã.

Código de Obras sancionado por Doria prevê desconto de 90% em multas a igrejas

Projeto foi aprovado pela Câmara ainda na gestão Fernando Haddad e estava suspenso pela Justiça; novo texto tenta desburocratizar obras na cidade.

Por Márcio Pinho, do Portal G1

Quase um ano após a aprovação pela Câmara de São Paulo, o novo Código de Obras da cidade foi sancionado pelo prefeito João Doria (PSDB) e publicado no Diário Oficial nesta quarta-feira (10). As novas regras incluem uma redução de até 90% no valor de multas a serem aplicadas caso o infrator seja um templo religioso.