prefeito João Doria

Doria deixa obras de corredores de ônibus de SP em marcha lenta

Tucano tira R$ 716 milhões de pistas exclusivas e prioriza recapeamento

Thiago Amâncio - Folha de S. Paulo

O prefeito João Doria (PSDB) retirou do Orçamento, em seus 15 meses de mandato, R$ 716 milhões que seriam destinados para construir corredores de ônibus em São Paulo —valor suficiente para implantar quase 30 km de novas pistas exclusivas.

Doria prevê 72 km de corredores de ônibus, mas exclui zona norte e centro

JÚLIA BARBON E ANTONIO MAMMI - FOLHA DE S. PAULO

Mais de seis meses após o início de sua gestão, o prefeito João Doria (PSDB) definiu uma meta para a construção de corredores de ônibus em São Paulo. Serão 72 quilômetros até o final de 2020, concentrados nas zonas leste, sul e oeste –um aumento de 30% em relação à malha atual da cidade, de 238 km.

Estatuto do Pedestre é sancionado pelo prefeito João Doria

DA REDAÇÃO - CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO 

A sanção do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), ao Projeto de Lei (PL 617/2011), de José Police Neto (PSD) e outros vereadores, foi publicada na última quarta-feira (14/6) no Diário Oficial. A medida prevê que um terço de receitas vindas do Fundurb (Fundo de Desenvolvimento Urbano), operações urbanas e concessões urbanísticas priorize as viagens à pé.

De acordo com a nova legislação, os recursos deverão ser investidos em intervenções como a melhoria da iluminação das calçadas e o aumento do tempo de travessia nos semáforos.