programa

Ação de Doria tem gargalo com 1.704 sem-teto em fila à espera de emprego

MARIANA ZYLBERKAN - FOLHA DE S. PAULO

Em março, o prefeito João Doria (PSDB) gravou um vídeo atrás de um balcão do McDonald's para anunciar a promessa de contratação de cem moradores de rua até o fim do ano pela rede de lanchonetes.

O anúncio trouxe visibilidade para o programa Trabalho Novo, criado pela gestão para dar emprego aos sem-teto que vivem nos centros de acolhimento na cidade.

Corujão da Cirurgia será realizado em 4 fases e não terá hospitais privados

JAIRO MARQUES E ROGÉRIO PAGNAN - FOLHA DE S. PAULO

A primeira das quatro fases do programa Corujão da Cirurgia, plano da gestão João Doria (PSDB) para diminuir a fila de espera por intervenções médicas, deve atender 26 mil pessoas até o final deste ano. Na lista estarão pacientes que necessitam de procedimentos cirúrgicos gerais, com necessidade de internação.

Eixo sobre segurança é entrave do programa de Doria na cracolândia

JULIANA GRAGNANI, DE SÃO PAULO, E EDUARDO SCOLESE, EDITOR DE "COTIDIANO" - FOLHA DE S. PAULO

A gestão do prefeito João Doria (PSDB) encontra na segurança seu principal entrave no planejamento do futuro programa de tratamento a usuários de drogas na cracolândia, o Redenção. As instâncias municipais que discutem o plano ainda não entraram em um consenso em torno desse eixo.

Alvo de Doria, entrega de leite tem apelo de mães e opõe especialistas

PAULO SALDAÑA - FOLHA DE S. PAULO

O plano da gestão João Doria (PSDB) de reduzir a entrega leite para alunos da rede municipal de São Paulo já assusta famílias que precisam do alimento. Especialistas, entretanto, se dividem sobre a pertinência da política.

Como a Folha revelou em janeiro, Doria quer limitar o acesso ao Leve Leite, criado em 1995. Hoje, todos os alunos de 0 a 14 anos têm direito ao benefício. A ideia mais forte, até agora, é restringir o benefício somente para crianças de até 6 anos.

Secretário de Doria não descarta manter ações do De Braços Abertos

Wilson Pollara disse que deve discutir as situações caso a caso

Luiz Fernando Toledo, O Estado de S.Paulo

O futuro secretário de Saúde, Wilson Pollara, afirmou nesta segunda-feira, 12, que não descarta manter as ações do programa De Braços Abertos, da gestão Fernando Haddad (PT). Ele disse que deve discutir as situações caso a caso.