Programa de Metas

O Programa de Metas de SP em direitos humanos: o que ele não diz

Plano não diz a que veio em pontos cruciais de direitos humanos, como igualdade de gênero e igualdade racial, embora estes representem 37% das sugestões da população ao Programa. Para uma cidade que todos os dias violenta corpos de mulheres, inclusive mulheres trans, e assassina juventude negra a números alarmantes, este silêncio é eloquente.

Por Thiago Amparo, no Nexo Jornal.

Programa de metas de Doria: 517 páginas e nenhuma menção a saneamento

Por Guilherme Checco - Pesquisador do IDS

O prefeito João Doria enviou na segunda-feira (10) a versão final de seu Programa de Metas para a Câmara Municipal de São Paulo. Os planos da atual gestão são ambiciosos. São previstos investimentos de R$ 10,8 bilhões para o cumprimento de 53 metas, com a execução de 71 projetos e 344 intervenções urbanas. O programa inclui desde objetivos sociais, como mais vagas nas creches e a redução do tempo de espera para exames, até metas financeiras, como o aumento de 10% dos investimentos estrangeiros diretos.

Prefeitura de São Paulo ignora plano de resíduos

Decretado em 2014, Plano de Resíduos ficou fora do Programa de Metas da atual gestão

Por Marcelo Thomaz, da Gazeta de S. Paulo

São Paulo aprovou em 2014 seu Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PGIRS), após intenso e longo processo participativo com mais de 7 mil pessoas de diversos setores da sociedade. Sua essência é a radicalização da reutilização do que chamamos de lixo, compostando os resíduos orgânicos e recuperando os materiais recicláveis.