reajuste

Com desvalorização de imóveis, Doria deve manter IPTU sem alta em 2018

ARTUR RODRIGUES E GIBA BERGAMIM JR. - FOLHA DE S. PAULO

Após dois mandatos com aumentos de IPTU (imposto sobre imóveis) acima da inflação, a gestão João Doria (PSDB) deve ser beneficiada pela retração do mercado imobiliário e anunciar no final deste ano um reajuste do tributo que não deve ultrapassar a correção inflacionária.

A expectativa é da própria administração, que, por lei, deverá mandar para a Câmara Municipal até outubro a nova Planta Genérica de Valores (PGV), que é a base de cálculo para a cobrança do imposto, com os valores de reajustes previstos para 2018.

Justiça barra pela segunda vez reajuste salarial de vereadores em São Paulo

GIBA BERGAMIM JR - FOLHA DE S. PAULO

O Tribunal de Justiça de São Paulo proibiu o aumento de 26,3% nos salários dos vereadores aprovado pela Câmara de São Paulo na última sessão do ano passado (20 de dezembro).

A liminar (provisória) concedida pelo desembargador Borelli Thomaz é uma resposta à ação direta de inconstitucionalidade proposta pela OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil) e representa a segunda derrota dos vereadores na tentativa de reajustar os próprios salários de R$ 15.031,76 para R$ 18.991,68, a partir do início de 2017.

Justiça de SP também barra reajuste de tarifa de ônibus intermunicipais

Folha de S. Paulo

Em nova derrota do governo Alckmin, a Justiça de SP estendeu a decisão liminar que impede o reajuste das tarifas de integração no transporte público para os ônibus intermunicipais, operados pela empresa EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes, controlada pelo governo).

Justiça nega recurso de Alckmin e mantém veto a reajuste nas tarifas

Presidente do Tribunal de Justiça não acolheu pedido do governador, que foi notificado nesta tarde sobre liminar que suspendeu os aumentos

Fabio Leite - O Estado de S. Paulo

O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, Paulo Dimas, negou na tarde desta terça-feira, 10, o recurso do governo Geraldo Alckmin (PSDB) contra a liminar que suspendeu o reajuste na tarifa integrada de ônibus com trilhos (metrô e trem). Com a decisão, o valor da passagem de integração volta a ser de R$ 5,92 e não mais de R$ 6,80.

Alckmin e Doria aumentam em 14,8% bilhete de integração de ônibus e metrô

Após congelamento da tarifa unitária em R$ 3,80, tucanos anunciam reajuste do bilhete único mensal em 35,7% e do mensal integrado em 30%; cerca de 4,7 milhões de passageiros que usam transporte público devem ser atingidos pelos aumentos

Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

Doria contraria promessa e estuda reajuste parcial da tarifa de ônibus

GIBA BERGAMIN JR. E RODRIGO RUSSO, DE SÃO PAULO, E EDUARDO SCOLESE, EDITOR DE "COTIDIANO" - FOLHA DE S. PAULO

Contrariando promessa feita logo após sua eleição, o prefeito eleito João Doria (PSDB) já estuda promover um reajuste "parcial" da tarifa de ônibus de São Paulo no primeiro ano de gestão, em 2017.

A equipe do tucano considera aumentar a passagem para um valor intermediário entre os atuais R$ 3,80 e os projetados R$ 4,40. A intenção é repassar aos usuários apenas os valores gastos pela prefeitura para cobrir benefícios e gratuidades.

Gestão Doria articula com vereadores aumento de salários em 2018

GIBA BERGAMIM JR. - FOLHA DE S. PAULO

A futura gestão João Doria (PSDB) articula com vereadores a possibilidade de reajustar salários para prefeito, vice, secretários e vereadores a partir de 2018.

O tucano anunciou na semana passada que vetaria esse reajuste –previsto pela Mesa Diretora da Câmara de São Paulo– no primeiro ano de sua gestão.

Câmara deve subir salários de Doria e vereadores

Reajuste de 26,4% fará o prefeito eleito ganhar R$ 30,4 mil e os 55 parlamentares, R$ 18,9 mil por mês; tucano disse que vai doar seus vencimentos

Adriana Ferraz, O Estado de S. Paulo