reclamações

Prefeitura de SP para de divulgar reclamações de cidadãos

Relatório de reclamações da ouvidoria era divulgado mensalmente, mas gestão do prefeito João Doria ainda não publicou nenhum após três meses; governo alega falha técnica

Luiz Fernando Toledo, O Estado de S.Paulo

A Prefeitura de São Paulo interrompeu a divulgação das estatísticas de reclamações sobre seus serviços. Desde o início da gestão do prefeito João Dória (PSDB) não se publica mais o relatório mensal de denúncias feitas por cidadãos à ouvidoria do município.

Prefeitura de SP lança aplicativo para atender a reclamações e denúncias

Por Folha de S. Paulo

A Prefeitura de São Paulo anunciou nesta quinta-feira (8) o lançamento de um aplicativo para smartphones em que o usuário pode reclamar sobre diversos serviços municipais, como coleta de lixo, poda de árvores, semáforos inoperantes, iluminação pública, buracos em vias e outros.

O aplicativo, SP156, está disponível para download nos telefones que utilizam os sistemas Android e iOS, com lançamento em breve para Windows Phone. A ferramenta serve como alternativa ao número de telefone 156, canal da prefeitura para denúncias como as de zeladoria.

Motorista de ônibus que não para no ponto é maior queixa de passageiros

POR RODRIGO RUSSO - FOLHA DE S. PAULO

Motoristas de ônibus que não atendem aos pedidos de embarque e desembarque foram os principais alvos de reclamações de passageiros do transporte público municipal paulistano em 2015.

De acordo com números da SPTrans (empresa municipal que administra o transporte público), 24% das queixas encaminhadas por usuários se referiram a esse problema.

Essa foi a primeira vez na gestão Haddad (PT) em que o intervalo excessivo entre ônibus de uma mesma linha não esteve na liderança do ranking de reclamações.

Maioria diz que Alckmin omite dados de estiagem

71% na capital paulista acham que governo divulga só o que lhe interessa. Sabesp afirma que número de reclamações da população sobre falta de água em São Paulo vem diminuindo.

Por Folha de S. Paulo.

A maioria da população diz acreditar que o governo Geraldo Alckmin (PSDB) omite informações sobre a crise hídrica em São Paulo.

Segundo pesquisa Datafolha, 64% dos entrevistados no Estado e 71% na capital afirmam que o governo tem fornecido somente os dados que interessam à gestão.