saneamento

Relator da ONU cita SP e declara que clima não é desculpa para falta d'água

Brasileiro no cargo desde 2004 aponta falta de planejamento e desigualdade

Natália Cancian e Fabrício Lobel - Folha de S. Paulo

Embora mudanças climáticas possam intensificar crises hídricas, dizer que foi pego de surpresa por elas não é uma desculpa aceitável, diz o relator especial da ONU para o direito humano à água e ao saneamento, o brasileiro Leo Heller, 62, no cargo desde 2014. 

Agravada por esgoto, despoluição de rios no país avança lentamente

Despejo em cursos de água afeta quase metade da população urbana no Brasil

Thiago Amâncio - Folha de S. Paulo

Beber água do Tietê no começo dos anos 2000. Ver o trecho do rio que corta a capital paulista cheio de peixes em 2010. Universalizar o saneamento da região metropolitana de São Paulo até 2019. 

Programa de metas de Doria: 517 páginas e nenhuma menção a saneamento

Por Guilherme Checco - Pesquisador do IDS

O prefeito João Doria enviou na segunda-feira (10) a versão final de seu Programa de Metas para a Câmara Municipal de São Paulo. Os planos da atual gestão são ambiciosos. São previstos investimentos de R$ 10,8 bilhões para o cumprimento de 53 metas, com a execução de 71 projetos e 344 intervenções urbanas. O programa inclui desde objetivos sociais, como mais vagas nas creches e a redução do tempo de espera para exames, até metas financeiras, como o aumento de 10% dos investimentos estrangeiros diretos.

SP amplia estação de tratamento de esgoto para aliviar poluição do Tietê

A Grande São Paulo ganhou, nesta quarta-feira (7), um reforço para combater um de seus maiores gargalos ambientais: a cobertura de sua rede de tratamento de esgoto.

Para se ter uma ideia, em 2016 a Sabesp (companhia paulista de saneamento) tratou apenas 69% do esgoto gerado pelas cidades da Grande São Paulo em que atua. Há cinco anos, a empresa estimava que em 2016 atingiria o patamar de 75%.

Petição pelo saneamento universal, por praias limpas e pelo fim dos rios mortos

A Fundação SOS Mata Atlântica soma esforços com a Campanha da Fraternidade 2016 e com o movimento Água Limpa é a Onda em apoio à petição Saneamento para todo já!

Assine agora a petição online: http://bit.ly/saneamentoja       

Na legislação brasileira, os rios mortos são aqueles enquadrados na classe 4 (Resolução Conama 357 e correlatas), que são rios destinados a diluir efluentes (esgotos) com baixa eficiência de tratamento e, na grande maioria, sem tratamento. 

Risco de rodízio de água no interior de São Paulo é alto

Por Lucar Sampaio, da Folha de S. Paulo

 

Em meio à maior estiagem que se tem registro, moradores de cidades do interior paulista como Campinas, Piracicaba, Limeira e Rio Claro estão sob o risco de enfrentar um racionamento de água ainda neste mês.

 

A mesma situação é vivida em São Carlos e Descalvado, na região de Ribeirão Preto.