Seul

Velocidade para ampliar metrô em 'metrópole irmã' é 4 vezes a de SP

ALENCAR IZIDORO, ENVIADO ESPECIAL A SEUL - FOLHA DE S. PAULO

Imagine uma metrópole emergente que, diferentemente de cidades da Europa e dos EUA, demorou para começar a construir sua rede de metrô e inaugurou a primeira linha só em 1974.

Com mais de 10 milhões de habitantes na capital e de 20 milhões na região metropolitana, enfrentou nas últimas quatro décadas períodos de boom e de derrocada econômica, além de eventos esportivos mundiais que poderiam impulsionar a infraestrutura de transporte. Foi assim em São Paulo, foi assim em Seul.

'Minhocão' demolido e rio revitalizado são 'vendidos' a Doria na Coreia do Sul

ALENCAR IZIDORO - FOLHA DE S. PAULO

A cena até parece paulistana. Uma pista elevada de 6 km de extensão, que terminou de ser construída em 1977, numa região que recebe 170 mil veículos por dia e enfrenta questionamentos devido à degradação do entorno e à necessidade de reforma.

O debate público pega fogo: de um lado, ativistas da demolição querem que o viaduto dê lugar a um parque. De outro, defensores da melhoria da pista preveem caos no trânsito se ela sumir do mapa.

Doria quer importar 'ônibus digital' e usar Bilhete Único até para pagar táxi

ALENCAR IZIDORO, ENVIADO ESPECIAL A SEUL - FOLHA DE S. PAULO

Câmeras em todos os ônibus da cidade, tempo de espera das linhas exibido em painéis eletrônicos nos pontos de parada e rastreamento da forma como dirige cada motorista do transporte coletivo para vigiar quem excede a velocidade e faz freadas ou curvas bruscas.

Para os passageiros, a opção de uso do Bilhete Único em lojas e no pagamento de táxis e aplicativos como Uber.

Destino de Doria, Seul prega 30 km/h, pedágio urbano e restrição a carros

ALENCAR IZIDORO, ENVIADO ESPECIAL A SEUL (COREIA DO SUL) - FOLHA DE S. PAULO

Para reduzir acidentes de trânsito, a velocidade máxima permitida em todas as zonas residenciais da cidade será de 30 km/h.

Os motoristas pagarão um tipo de pedágio urbano de acordo com as distâncias percorridas. Estacionar será uma tarefa cada vez mais complexa. Serão construídos grandes prédios sem nenhuma vaga para carros. E quem quiser adquirir um automóvel terá que comprovar a compra de um espaço privado para deixá-lo guardado –já que na via pública será proibido.

Nossa São Paulo participa de congresso internacional sobre sustentabilidade urbana

Maurício Piragino, o Xixo, representou a Rede no evento promovido pelo ICLEI (International Council for Local Environmental Initiatives) na cidade de Seul

Representando a Rede Nossa São Paulo, Maurício Piragino, o Xixo, participou recentemente do Congresso Internacional do ICLEI (International Council for Local Environmental Initiatives) – entidade criada há 25 anos e que reúne mais de mil cidades de todo o mundo.