subsídio

Subsídios de Doria aos ônibus superam gastos com obras em R$ 1 bilhão

Prefeito repassou às empresas R$ 2,9 bi para cobrir gastos do transporte

Rogério Gentile - Folha de S. Paulo

Em seu primeiro ano de mandato, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), gastou mais recursos públicos com o subsídio à tarifa de ônibus do que com todas as obras municipais somadas.

O prefeito repassou R$ 2,9 bilhões para as empresas que fazem o transporte coletivo a fim de cobrir a diferença entre o que é arrecadado com as passagens e a remuneração prevista em contratos.

Projeto prevê 20% do IPVA para pagar subsídio

Por Destak São Paulo

A Câmara Municipal voltou a analisar um projeto de lei que prevê a destinação de 20% do total arrecadado pelo município com o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) para subsidiar a tarifa de ônibus na capital.

Atualmente, 50% do valor arrecado com o tributo fica com o Estado, e os outros 50%, com o município onde veículo foi emplacado.

Neste ano, a expectativa é de que a parte arrecadada pelo município com o IPVA chegue a R$ 2,4 bilhões, o que resultaria em cerca de R$ 480 milhões para o transporte público.

Tarifa de ônibus deve subir após redução de subsídio

Relator do orçamento de 2018 defendeu o reajuste pela inflação acumulada entre 2016 e 2017, o que levaria o preço da passagem municipal para R$ 4,15

FELIPE BLESA E RENATO GHELFI - DCI SP

A tarifa do ônibus pode subir, em 2018, para compensar a redução de R$ 900 milhões do subsídio municipal para o setor. A queda desse aporte público é um dos pontos da Lei Orçamentária Anual (LOA), aprovada durante a madrugada de ontem (19) na Câmara.

Orçamento de Doria fica em R$ 56 bilhões; ônibus terão R$ 2,1 bi

Oposição reclama que investimento previsto, de R$ 5,9 bilhões, não supre todas as áreas; gestão fala em visão ‘realista’

Adriana Ferraz e Luiz Fernando Toledo, O Estado de S. Paulo

A Câmara Municipal ainda aprovou o primeiro orçamento do prefeito João Doria (PSDB), fixado em R$ 56,3 bilhões para 2018. Ele prevê valor de investimento semelhante ao de 2017 - são R$ 5,9 bilhões. Mas só R$ 1,225 bilhão do previsto acabou executado (21% do total).

Prefeitura de São Paulo cria teto de R$ 7,7 bilhões para gastos com ônibus

Gestão estabeleceu limite de remuneração para as viações com base em um valor estimado de pessoas a serem transportadas até dezembro. Se número de viagens for maior, empresas terão de levar os passageiros, mas não receberão por isso

Bruno Ribeiro e Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

Doria tira R$ 148 mi de obras para cobrir déficit dos ônibus

Verba de R$ 1,8 bilhão prevista com subsídio para este ano acaba em agosto e prefeito transfere dinheiro que seria gasto com implantação de corredores e terminais de ônibus

Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

Dívida com empresas de ônibus cresce R$ 81 milhões com Doria

Valores são referentes à operação do sistema e chegam a R$ 324,1 milhões

Do Metro Jornal 

A dívida da Prefeitura de São Paulo com as empresas que operam os ônibus da capital tem crescido na gestão João Doria (PSDB). Segundo a atualização mais recente das planilhas da SPTrans – empresa municipal que gerencia o sistema –, do último dia 10, o saldo devedor é de R$ 324,1 milhões.

Subsídio de ônibus em São Paulo precisará de R$ 3,3 bi

Mesmo com aumentos de 14,8% (integração ônibus com metrô) e de 35% (bilhete único mensal), custo de sistema deve ser dobro do previsto

Bruno Ribeiro e Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

Câmara Municipal realiza audiência pública para debater subsídio e tarifa de ônibus

A Comissão de Trânsito e Transporte da Câmara Municipal de São Paulo promove, na próxima quarta-feira (30/11), uma audiência pública para debater a tarifa de ônibus e o subsídio ao transporte coletivo em 2017. 

Serviço: 
Audiência pública para debater a tarifa de ônibus e o subsídio ao transporte coletivo em 2017.
Quando: próxima quarta-feira, dia 30 de novembro de 2016, às 11 horas
Onde: Plenário 1º de Maio, da Câmara Municipal de São Paulo - Viaduto Jacareí, 100, 1º andar - Bela Vista