transporte público

Doria planeja lançar concessões do transporte público em conjunto

Estratégia é aumentar interesse dos investidores estrangeiros nos editais dos terminais de ônibus e do sistema de bilhete único

Bruno Ribeiro, Enviado especial à China - O Estado de S. Paulo

Para atrair mais a atenção de investidores estrangeiros, a Prefeitura de São Paulo planeja lançar ao mesmo período as três grandes concessões de transporte público: a operação dos terminais de ônibus, das linhas e do sistema de pagamento do bilhete único. Até agora, os processos vinham sendo tratados com cronogramas separados. 

SP já gastou 94% do que previa para os ônibus

Valor usado foi de R$ 1,7 bi, mas Prefeitura já prepara saques de outros recursos para cobrir tarifa, que está congelada há 18 meses

Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

Doria quer remover trechos de ciclovia sem conexão com transporte público

MARIANA ZYLBERKAN - FOLHA DE S. PAULO

O plano da gestão João Doria (PSDB) para as ciclovias inclui a remoção dos trechos que não tiverem conexão com o transporte público nem com outras rotas de bicicletas de São Paulo. O objetivo da revisão, segundo a prefeitura, é priorizar somente as rotas que permitam ligar diferentes regiões da cidade.

Doria propõe nova forma de pagar serviço de ônibus, e viações apoiam

A gestão João Doria (PSDB) prepara uma mudança controversa na remuneração dos serviços de transporte coletivo, com um modelo semelhante ao adotado na cidade de São Paulo na década de 1990 e que é apoiado por empresários de ônibus.

Pela proposta apresentada nesta quinta-feira (1º), as empresas não receberão mais da prefeitura de acordo com a quantidade de passageiros transportados, como ocorre desde a gestão Marta Suplicy –na época PT, hoje PMDB.

Audiência pública para licitação dos transportes em SP será nesta quinta

A Secretaria de Mobilidade e Transportes (SMT) publicou no dia 18 de maio, chamamento para a audiência pública em que será apresentada a proposta de realização de licitação para a concessão do serviço de transporte coletivo público de passageiros na cidade de São Paulo. O evento será realizado nesta quinta-feira (1/6). 

Atraso de governo Alckmin fará SP indenizar linha 4 do metrô

Por Rodrigo Russo

O governo de São Paulo precisará pagar uma indenização à operadora da linha 4-amarela do metrô por atraso na entrega de estações, caso não renegocie os termos de um compromisso firmado com a empresa.

Em acordo entre a gestão Alckmin (PSDB) e a concessionária ViaQuatro, assinado em 2014, estabeleceu-se o fim de março de 2018 como prazo para inauguração das estações da segunda fase da linha 4. Fazem parte desse pacote as paradas Oscar Freire, Higienópolis-Mackenzie, São Paulo-Morumbi e Vila Sônia.

Só 25% da população de SP tem ponto de transporte a até 1 km de casa

Pesquisa leva em consideração existência de meios de média e alta capacidade na capital; cálculo descarta corredores de ônibus

Juliana Diógenes - O Estado de S. Paulo

Somente 25% da população de São Paulo tem acesso a pé a uma estação de transporte público de qualidade no raio de um quilômetro de casa. Um estudo inédito na capital paulista mediu a proximidade entre os passageiros e o transporte de média e alta capacidade na cidade.

Mudança feita em lotações pela gestão Haddad aumentou custo do sistema

Prefeitura transformou antigas cooperativas em empresas; acréscimo seria de 44%, segundo relatório do TCM, e de 6,6%, conforme admite a SPTrans

Bruno Ribeiro - O Estado de S.Paulo

A mudança na organização das frotas de lotações na cidade de São Paulo, feita na gestão Fernando Haddad (PT), resultou em aumento de pelo menos 6,6% nos custos do sistema de transporte da capital, na comparação entre março de 2014 e junho de 2016.