USP

Conselho da USP aprova cotas sociais e raciais para vestibular de 2018

FERNANDA PEREIRA NEVES - FOLHA DE S. PAULO

O Conselho Universitário da USP (Universidade de São Paulo) aprovou em reunião nesta terça-feira (4) a instituição de cotas sociais e raciais a partir do vestibular de 2018. O sistema será implantado de forma escalonada ao longo de quatro anos.

Em 2018, 37% das vagas deverão ser destinadas a alunos de escola pública. Essa proporção deve subir para 40% em 2019, 45% em 2020 e, finalmente, 50% em 2021.

USP vai ter cota de 50% para alunos de escola pública até 2021

PAULO SALDAÑA - FOLHA DE S. PAULO

A USP (Universidade de São Paulo) vai implementar, pela primeira vez na história, um sistema de cotas para alunos de escola pública, com metas oficiais a serem cumpridas nos próximos anos. A reserva de vagas será escalonada a cada ano e, até 2021, metade dos ingressantes de cada curso e turno terão de vir da escola pública.

A mudança será analisada pelo Conselho Universitário, instância máxima da universidade, na próxima terça-feira (4). A proposta da reitoria já passou em várias outras instâncias, com parecer positivo.

Programa de Metas da cidade de São Paulo é tema de seminário na USP

Da Assessoria de Comunicação do IEA - Institutos de Estudos Avançados da USP

Os resultados obtidos com a adoção do Programa de Metas pela cidade de São Paulo e os fatores que os explicam serão analisados no seminário Programa de Metas: Balanço e Perspectivas, na próxima segunda-feira (22/5), das 9 às 17 horas, na Sala de Eventos do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP.

USP prevê déficit de R$ 868 mi em 2016

Queda de arrecadação do ICMS faz rombo aumentar e afeta inclusão de alunos de baixa renda que ingressam na universidade

ISABELA PALHARES - O ESTADO DE S.PAULO

A Universidade de São Paulo (USP) prevê agravamento da crise financeira até o final do ano e estima encerrar 2016 com um déficit de R$ 868 milhões, 60% a mais do que o previsto inicialmente. A universidade informou que planeja adotar novas medidas de contenção de gastos e rever as prioridades de despesas, mas não revelou quais.

Campus da USP é área mais poluída de SP pelo segundo ano consecutivo

EDUARDO GERAQUE - FOLHA DE S. PAULO

A Cidade Universitária da USP, na zona oeste, foi, pelo segundo ano consecutivo, a área mais poluída da região metropolitana de São Paulo dentre as 21 estações em que há monitoramento do ar pela agência ambiental paulista.

Câmpus da USP terá faixa de ônibus e ciclovia

Via exclusiva para coletivos começa a ser implementada em dezembro; projeto de pista para bikes está em fase de finalização.

Por Caio do Valle