varrição

Tribunal vê risco de prejuízo e manda parar a licitação de varrição de Doria

MARIO CESAR CARVALHO E THAIS BILENKY - FOLHA DE S. PAULO

O Tribunal de Contas do Município de São Paulo mandou nesta quarta (4) a prefeitura suspender a publicação do edital da licitação de varrição de ruas, um dos símbolos do prefeito João Doria (PSDB). O órgão diz que há risco de prejuízo para o poder público no modelo adotado, que divide a cidade em dois lotes.